Dysney e a Realidade!

Sou apicultor, e adoro as minhas abelhas. A beleza da minha Serra (o cimo do Mundo) que como atesta a imagem, se pode encher de Neve mesmo com 20ºC…

20200326_091521

Mas a Natureza não é bem como os filmes da Disney mostram. E nem o ratinho foge sempre ao gato, nem há 7 vidas. Mesmo que as houvesse, após gasta a 6a, voltaria a aflição!

A Natureza não perdoa, e as pessoas que hoje em dia se afastaram dela por mais que achem que tudo o que não seja um gatinho no sofá ou um cãozinho de casaco vestido contra o frio…estão  pura e simplesmente num mundo só seu. Tal como o Corona veio mostrar…e ainda vai mostrar muito mais nas Américas devido boa parte delas serem hoje governadas por absolutos Aselhas.

A Natureza tem momentos comoventes e é nosso dever como ser atualmente mais dominante e pensante do momento, preservar a diversidade que nos permitiu chegar até aqui, aprendendo sempre que possível com as espécies. Pois talvez isso nos permita andar por cá mais uns anos.

Mas quando algum apicultor axar cruel o simples facto de martelar a cabecita às raínhas que do ponto de vista do apicultor sejam incompetentes, talvez seja altura de ver algo sobre a realidade do que é a Natureza:

 

O apicultor apenas trabalha uma espécie animal que vai percorrendo um caminho de parcial domesticação. Talvez o primeiro dos insectos que está nesse percurso.

Se lhe proporcionamos casa, se o dispersámos por zonas que não o tinham, se as temos em números que a Natureza não permite, se incluso lhe proporcionamos sanidade (também em nosso proveito), e se temos uma data de acções e cuidados…então há que perceber que trocar de raínha é uma medida de continuidade pelo bem do todo.

Recentemente em Itália, o 2º berço do mundo moderno, uma escolha parecida está a ser feita nos hospitais. É difícil, é Humanamente o limiar entre o que é concebível aos olhos do Europeu Moderno…mas é uma realidade.

O Efeito Dysney parece estar definitivamente arredado. Isto apesar de haver quem perca tempo e recursos a fazer leis que salvam o cãozinho do abate em canil, mas permitem que seja castrado, que outro continue abandonado e doente porque o canil está cheio, que a sarna se esteja a espalhar portanto por animais como as raposas que passam nos mesmos locais mas não se vêm e portanto não importam aos olhos de quem essa lei fez. Ou seja, o aparente ganho ideológico…termina num mal maior. A ideologia do correto acaba a fazer o errado.

É por isso que as raínhas se trocam, que as galinhas em fim de vida vão parar ao tacho e que uma data de outros procedimentos da vida rural são muito mais complexos do que o citadino legislador conhece e do apoiante convicto que tem o caniche no sofá dita com o seu voto parolo sobre vida que desconhece.

É uma analogia próxima daquilo a que a UE está a 2 passos de se tornar…um monte de escombros! Vejamos o fim de Democracia na Hungria e semi-democracia na Polónia a que pela falta de “Tomates” continuam a fechar os olhos. A resposta a crise conjunta com medidas diferenciadas no espaço e tempo por toda a UE e que só poderia ser combatida com imediata tomada de medidas conjuntas e passos seguros e firmes rumo a uma politica económica muito mais unida e capaz.

Parecemos realmente uma colmeia divida por uma data de raínhas vírgens acabadas de eclodir. Como não se entendem, cada uma abala com a sua garfa, e a maior parte acaba por socumbir aos elementos…ficando a colmeia abandonada, apesar de ter reservas, favos já prontos e sendo comprovadamente uma cavidade segura.

Valem as obras de arte!! E a minha quarentena de alto da Serra…

20200326_103805

No caso um dos Carvalhos que tomo conta desde pequenino. Mas não se iludam..se eu chegar a velho, um deles dará uma mesa, para que os que venha a seguir saibam que para a conseguir cuidei do tal carvalho por 40 anos!! Rocei 80 vezes a erva em seu redor.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Forradas a Pólen!

As colmeias estão agora com o ninho forrado a pólen devido à abertura do sargaço. Este pólen poderia bem estar antes em saquinhos no meu cantinho. Mas estão previstos 3 a 4 dias de chuva dentro de poucos dias. E tal pólen vai garantir, primeiro que tudo, a que as Maias tenham a necessária proteína ao nascimento de tantas e tantas jovens abelhas sob forma de pão de abelha.

O desbloqueio far-se-á por si mesmo. A raínha terá onde continuar a ovar, apesar de reduzirem por uns dias o ritmo devido ao Timol colocado.

Espero pois que o trabalho resulte como esperado..ou seja, um potente arranque das raínhas no pós chuva e com a varroa perto de zero, que será esse sim aproveitado para meter pólen nas gavetas. E também um potente arranque a melar por parte das colmeias que fervem de abelhas em todos os estados etários.

Quase todas as melhores colmeias contam por estes dias com raínhas recém fecundadas e uma enormidade de abelhas que ocupam ambas as meias alças pingadas a néctar e o ninho. Mais alguns milhares que faltam nascer.

Tudo a postos portanto para que entre a subida das temperaturas para os 20’sºC no pós humidade, e uma multidão de campeiras para irem colher o que houver nos trevos, miosporos, cenouras selvagens e outras que se lhes acompanham.

Há apiários como o do Grand Canyon a chorarem por mais alças. Mas só as terão no pós chuva e depois de eu levar mais 60 caixas e 30 núcleos reversíveis às do Rosmaninho. Saírão portanto perto de 200 meias alças em poucos dias. Menos mau que os dedos terão uma folguita antes. Será o pico do trabalho de Primavera, uma semana em que certamente me daria jeito a omnipresença. Menos mal que as abelhas resistem com valentia ao impulso reprodutivo…e outras já têm a tal raínha a arrancar e pensarão apenas e só em forrar a casa.

Ajude o tempo e há pela primeira vez em anos a possibilidade de ter mais te metade do efetivo a ocupar condomínios de 4 e 5 assoalhadas!algo que nas terras pobres do feno cabelo de cão é raro. Cabe aos trevos e depois à silva e orégão selvagem essa decisão.

Já no rosmaninho parece muito ser anito mediano…com 2 caixinhas a cada uma. Esta àgua e a temperatura que se lhe seguirá, decidirão o destino! Tenho 48h após a chuva para evitar que se pendurem nos sobreiros e pinheiros. Isso conseguido e poderei sonhar um pouco mais alto. Veremos se chego a tempo e horas. Mas parece posto de parte o cenário de 5 ou 6 meias alças. É que faltou um toque de humidade por lá e as abelhas foram para baixo mais pequenas do que deveriam. Mas não se pode duplicar e esperar depois milagres!! Menos mau que têm 5 a 6 semanas em postura antes de irem para a seara do trevo persa.

Joga-se no casino da meteorologia nas próximas 7 a 8 semanas, se o ano é de muita volta e pouca escorrência ou de uma cambalhota e tambor a cantar de cheio! All in neste momento…

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Previsões da Maia!

A taróloga não!! A Abelha…

É que a previsão do estado do tempo apontou para frio e chuva…depois só frio…e agora com alguma proximidade, menos frio mas mais de 20mm de àgua.

Ou seja, caso se concretize, seria a “Tal Rega”.

É que a última chuvada foi apenas borrifo e embora o chão retenha humidade 5cm abaixo do carolo. Faria falta chuva de ensopar e escorrer. 20mm já rega e faz o barco andar pr’a frente por mais 2as ou 3 semanitas. E com as colmeias tão lindas, é ir chovendo e chuviscando para a lenha continuar a crescer.

Noutro plano, hoje dei com uma das que já operam 3ª meia alça a querer dar de frosques. Entendo-a bem!, pois 9Q de cria, tudo forrado a abelhas entre ninho e alças…e elas lá acharam que seria altura amanhã! 1a em mais de 70 vistas hoje. Mas não tenho como julgar negativamente. Claro que para matriarca não serve, mas fica já substituida por filha e siga o barco. Neste apiário da tarde, se o trevo e as cenouras bravas levarem regas e tempo ameno…vai subir a lenha!! pois gado não falta a tempo e horas, e duvido que lhes dê na real gana fugirem.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Hoje começou a caçada!

A principal caçada de Primavera às varroas começou hoje em 3 apiários.

Nos próximos dias a temperatura irá caír, e queremos aproveitar a enorme carga de abelhas emergentes na viragem do mês para que a varroa se sinta empurrada para níveis muito baixos.

Assim, o trabalho não pára, e como não quero arriscar a saúde das abelhas, recuso-me a tirar o pólen que renderia 60kg esta semana, mas que arriscaria o resto da campanha se a vaga de frio se confirmar, pois deixaria as abelhas em stress proteico que lhes encurtaria a vida de campeira.

Fica a amostra do que fazemos. Apenas 7 a 8gr de timol, pois os ninhos são quentes nestas colmeias fortes, e não se deve repetir a dose, é pois mais um knock down e não tem por intenção tratar até ao osso a varroa, mas sim garantir que ela se mantém muito baixa e que assim evitamos logo na casa de partida os problemas víricos que se costumam começar a ver lá para junho. E não queremos stress em demasia. Antes do 25 de Abril, altura em que deverá melar, os restos têm de saír para não haver resíduos no mel. Nessa altura abre-se algum zangão para aferir o grau de limpeza ou em alternativa amostra-se abelhas.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Sem Papas na Língua!

A crise de preços e procura no setor apícola continua a ser provávelmente o pior enimigo do setor no curto prazo.

Com o pólen a granel a preços ridículos, o mel a acompanhar e a grande quebra na procura de enxames, o setor faz lembrar a história do Rei vai Nú!

Ou seja:

Explorações profissionais que tenham uma estrutura de custos pesada ou transumâncias mais longas, estão à partida fora de questão e as teimosas irão ao tombo. Construtores de colmeias e armazenistas não devem estar melhor.

Salvam-se os produtos nicho. E veremos se e como seremos afetados pela tabelada do Corona.

Aliás, é mesmo o Corona com o seu efeito dominó que tirou o tapete a muitos Portugueses. Básicamente a escolha é entre a perca de 500 000 a 700 000 vidas (em Portugal) ou a perca da economia.

Assim, está declarado o óbito do turismo em Portugal, e teremos o primeiro verão em muitos anos em que a Portela e o local para o novo Aeroporto deixou de ser tema. Em que o mercado global deverá levar uma eternidade a ser reestabelecido, pois o controlo que se perspetiva da doença não será Global nem Simultâneo.

Algarve este ano será para os Algarvios, e hotéis no centro de Lisboa valerão o mesmo que um fósforo a arder.

O objetivo de 2020 para a maioria de nós , passou a ser o de se chegar a 2021 inteiro e acreditar que a vacina para um vírus que muta muito frequentemente (aproximadamente a cada 15 dias com sucesso) conseguirá ser eficaz para as estirpes da mutação seguinte. Básicamente estamos a um palmo de nos acontecer o que aconteceu aos coelhos com a hemorrágica viral (DHV), só que o nosso vírus é pneumónico. No caso dos coelhos a cada mutação, a vacina anterior já não serve. Esperemos que o nosso caso não seja esse e que o vírus aligeire a agressividade em vez de a acentuar (DHV2 foi mais agressivo).

Podíamos ter fechado as ilhas a tempo e podíamos ter fechado a Europa com tempo de se preparar. Reagir é sempre pior que agir!

Voltando às abelhas…

Captarei menos pólen pois o preço mínimo a que compensa é estabelecido e as feiras e mercados não terão por ele o mesmo apetite.

Assim, é esperar pelas 2as primeiras toneladas de mel para terminar de pagar os custos de manter a actividade saudável. E o que houver a seguir para se chegar a 2021 com saúde e capacidade de continuar a produzir comida boa pr’a vossa mesa!! e pagar as contas seguintes.

Não será fácil para muitos!! E o ponto de inversão na apicultura para novo momentum positivo está a chegar em breve. Já os do Turismo, construcção e serviços…Acabaram de passar o topo da montanha russa…Agora é a descer, só não se sabe até onde!! e rezar não adianta!! Adianta ir percebendo e arregaçando as mangas, percebendo que precisamos de outro modelo de Mundo.

 

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Laboratório de pobre!

Laboratório de pobre é assim,

20200322_085025

Menos mau que dá no mesmo resultado e só demora 30 segundos a montar.

Bom fim de semana!!

P.S. – As texugas paridas voltaram ao ataque…parece que tenho de ir conversar com elas novamente, visto que se estão a armar ao pingarelho, metendo-se com as minhas abelhinhas.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Wireless!!

Em tempo de quarentena…inventa-se!

Assim, fica a espécie de piada:

É que quando um apicultor escuta a palavra Wireless…o que lhe vem à cabeça é:

20200321_161615

Mais a sério, já o pólen de “chocolate”, vulgo Sanguinho…começou a secagem.

20200321_161433

E ainda há momentos de lindonas meninas. Neste caso, talvez a 2a vez que encontro uma origem local com qualidades suficientes para entrar no espírito das mamãs. Deixa confirmar que não é muito dada a enxamifrar e que produz algo de jeito. Mas tem bons princípios!!

20200321_144536_Burst01

 

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Chuvinha!

Hoje cai graciosamente do céu a tão preciosa chuva. Pouquinha e fininha, mas vai regando, humedecendo e entranhando pela erva. Gota a gota!!

Ontem pela tarde confirmei postura de um lote de 30 núcleos reversíveis, no momento em que lá aterravam mais 5 feitos a nú já com fecundadas. O Resultado é de 28 das 30 estarem em postura e só não gostei de uma por ser pequenota. Assim, um belo lote de 33 já vai começar a engorda…e se calhar ainda vai tar um tamborzito no trevo, ou será dividido no final de Abril para passar o Verão com umas 60 fecundadas prontas para darem 2 tambores de pólen de tágueda. Ditará a climatologia e estado dos enxames e quantidade de trabalho.

Outro lote irá por estes dias ver amadurecerem as cerejas do Fundão, que a urze vai arrancar e depois ainda gozarão dos castanheiros. Essas já vão prontas a encher num ai a colmeia.

Daqui em diante, os desdobramentos vão sendo amontoados nos apiários de núcleos. Que chegando a Maio começam a levar alimentação líquida, e serão desinfetados também em breve.

Já apliquei Timol a algumas, mas o grosso da coluna ainda não levou com ele. Está por dias o arranque da estalada que deverá manter a varroa baixa até ao tratamento de Julho.

Com esta chuva também o armazém é beneficiado. E enquanto eu limpei de ervas a horta e limpei caleiras a Tanya ajudou nos interiores, que com mais 3 ou 4h de cuidados devem ficar Impec!!

Assim vamos de trabalho, a solo ou com o agregado familiar. Tal como exige a quarentena.

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Atenção! Pára tudo…

Para circularem em trabalho (idas aos apiários) segundo informação obtida junto de entidades do Ministério da Agricultura, devem os apicultores fazer-se acompanhar pela Declaração de Existência 2019 (último registo das abelhas) eventuais problemas ou dificuldades que se venham a verificar devem de imediato ser comunicadas à DGAV (regional), ou em alternativa, solicitar aos agentes da autoridade que contactem essa entidade.

 

Fica a informação que me foi disponibilizada!!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A tal rega!

Parece que são informações já com bom grau de solidez! As que apontam para 25mm em cima do meu rosmaninho que está aberto na areia e a embuchar no barro. É riqueza! E cerca de 10 mm aqui pelos meus altos (veremos se chega!),

Hoje de manhã fui-me a estas! Deram 4 novas caixas povoadas e 2/3 das raínhas mudadas. Se ensopar e elas fecundarem como perspetivo…a minha parte está feita! Falta meter lenha para acomodar todo o gado e a condição de enxame sem criação em fluxo de néctar. O Equivalente a um enxame de 45 000 abelhas acabdo de chegar. Bombas portanto!! Venha de lá esse fluxo que abelhas há…e a enxameação está resolvida logo na casa de partida. Um palmo de sorte com esta chuvada e outra dose igual pelo 25 de Abril, e estas 15 meteriam 2 tambores de trevo azul no armazém. Seria um regalo!!, que por enquanto é apenas imaginação.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário