Liberdades & Libertinos

Hoje em dia, e digo isto com uma enorme dose de tristeza, há imensa gente que julga que a sua liberdade de ter o direito de não querer algo é sinónimo de uma pertença liberdade de proibir os outros de exercerem as suas liberdades. Julgam isto com o escudo de uma sociedade cada vez mais afastada da realidade real..e mais próxima de uma realidade virtual que se rege por chavões e idéias simplórias e desconhecedoras.

Pergunto:

Quem tem o direito de nos querer retirar esta liberdade?

A resposta só pode ser 1ª, forte e decidida!..NINGUÉM.

As Raínhas da Serra são respeitadas até ao último momento. E esta é a melhor homenagem que se pode prestar ao ciclo da vida que dentro de 2 meses se voltará a renovar com a formação dos casais, depois com a postura em Abril, os perdigotos de Junho aquando do apogeu do ano.

Deixo ainda outra forma de ver as coisas com a qual concordo plenamente. Embora seja noutra latitude e outra realidade.

Pois afinal, é o habitat aquilo a que tudo se resume. Preservar…promover!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Ser apicultor é:

Com a azeda a ficar linda e este ano a ser abundante, o ser-se apicultor neste Novembro de estio e bem chovido é sobretudo ser-se um ser paciente que acredita ter feito bem o seu trabalho, e que com isso terá abelhas vivas e saudáveis no final do estio que coincidirá com o final de mais uma semana de chuva que se avizinha.

Sinto a falta das abelhas, mas mexer-lhes seria muito contra-produtivo…é esperar, num tantra que dependerá da climatologia.

Vá meninas está quase! A palete de pasta espera por vós..

Sim, irá até voçês ao ombro, visto que a carrinha não chegará nem perto. Efeitos da tão necessária àgua.

Bem sei que sou um apicultor pouco convencional, e de baixo custo. Mas isso sou eu..na minha insana loucura, que axa que as abelhas têm muitas vezes de merecer o pão, e que prefere perder mais uma ou outra colónia do que acomular gado que não interessa.

Cheira a flores..está quase quase a regressar o pólen  😉

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A História!

Há dias assim, em que vais à Horta e a àrvore fala contigo.

Neste caso, parece um limão igual a tantos outros, mas a sua história começou muitos muitos anos atrás…

20191115_204620

Era o meu Trisavô Matias Braz talvez da minha idade, e plantava uma jovem àrvore de limoeiro na sua horta, bem no centro da aldeia. Desse limoeiro, colheu ele frutos. Depois dele bebeu certamente chá de limão o seu filho António Matias que já conheci a dobrar os 80 anos, era eu criancinha. Junto da àrvore o meu avô Zé Matias parava o trator fiat côr de laranja com o banco rôto do lado esquerdo e um martelo de bola e algumas cavilhas na maletinha de metal. Mais tarde já garoto, reguei-o com o meu pai num ano de seca com cerca de 150 litros de àgua que transportámos num trator ford de capot azul, pese embora seja o local pertencente à minha mãe Vitória Matias. E agora…tantos anos depois, ainda o cuido e dele trago lindos limões para o chá quente que a Tetra-Neta Anna Matias tanto gosta.

São muitos Matias…6 gerações de Matias!

Tenho plantado alguns milhares de àrvores, cuido de um par de dezenas das que podem contar histórias…e esta é literalmente “família”. Talvez alguma delas chegue a ter a sua história a merecer ser contada.

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Tetris!

Mais parece um jogo de tetris..ou um tabuleiro de damas na vertical.

20191115_150900

São sim as meias alças já prontas a invernarem sem ponta de conservante.

A cera fica um pouco mais feia…mas nada de custos nem conservantes é  necessário. Assim deixamos que o ar frio tome conta dos ovos das traças.

Espreitei também alguns núcleos…e pareciam quentinhos e quietos. Bom presságio!?! Assim se espera 😉

P.S. – o flash e máquina foleira fez a foto parecer manhosa..

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Deve ser um “Até pró ano!”

Hoje, fui-me ao que eu não sabia ser o último dia de perdizes de 2019. Isto porque não esperava nem fartura nem encontros imediatos, muito menos chegar tão cedo ao meu número ideal de perdizes no congelador.

O Sr Abílio atira muito bem…mas hoje estava destinado a ser o meu dia, porque elas assim o quiseram!

20191110_092652

No final, pernas cansadas..e senhoras perdizes…até para o ano!!

Falta mais uns bolinhas de pêlo, uns 30 a 40 sarapintados e um focinhudo tenrinho (40 a 50kg) para guisar e assar no forno. Depois será admirar tudo o que fica e deixar que a renovação se dê.

Quanto ao tempo, tem choviscado imenso para as ervas. Mas para as nascentes estamos a muitos anos luz de que seja suficiente. Falta um par de semanas de chuva grossa e ininterrupta para que os muros chorem e as nascentes regressem à vida. Algo que é essencial para as abelhas, apesar de não ser agradável alimentar apiários à unha e onde não chega a carrinha

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Natal Chegou cedinho heim…

Obáa…

smart

ò papai Noel!! Vamos matar varroas juntos 😉

Uma maquineta anti-carrapato…claro que cá se usa apenas para fazer aroma-terapia às abelhas, ou não seria homologadoooo

Publicado em Uncategorized | 4 Comentários

Amostras

É pois tempo de obrigatóriamente tirar amostras e ver se o 1/2Q de cria que resta por esta altura se parece com beleza ou tragédia.

Basta um enxame que cubra 4 ou 5 Q para que tudo esteja bem, esteja pois a varroa abaixo de 1%. Espero mesmo que esteja abaixo de 0,5% na maioria das amostras.

Isso cumprido e comida de reservas…e terei um sorriso na cara. Pois em tempo de fome..demasiadas abelhas só quer dizer, mais custo.

Assim espero que estejam, assim vos espero encontrar. É que dentro de pouco tempo regressará o pólen rico…e se a geada não apertar, talvez seja um Inverno tranquilo.

Confirme-se a previsão da bola de cristal..e afinal se voltará a provar que a estratégia dos tostões funciona.   😉

Já no Domingo..será que trago as 2 raínhas da serra que faltam na mesa para dar por encerrada a campanha das lindas perdizes? Já sei onde moram, e é o casal de açores que as fez mudar de zona. Lindo falcão que adoro ter na Serra, obrigado por me fazeres companhia e as deixares ainda mais alerta e mas deixares mais abaixo. Mas avisa a senhora raposa que com ela o baile é outro e já por 2x que por uma questão de poucos metros não lhe dou os “Bons dias!”, a ela e aos 4 bacorinhos que seguem a velha marrã.

Publicado em Uncategorized | 4 Comentários

Abelhas com fome!

Há no campo pouco mais do que uma mão vazia e outra cheia de nada para as abelhas petiscarem. Além disso e para grande felicidade, a chuva tem caído e tudo está ensopadinho, elas mal saem.

Assim que passe a àgua…pasta pra cima! 2,5kg a cada uma que esteja decente…para passarem bem até ao Natal.

Já no tempo livre…foi tempo de realeza, e provei que era falta de prática o que tinha.

20191103_10121920191103_132704

Tacho cheio…tacho vazio!!

Faltou a foto do grandão que enche muitos tachos.

Estas foram a convite do Gil…Obrigado por me emprestares um pouco da tua Serra!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Trabalho & Profundo Prazer

Os dias são agora apenas e só dedicados a entre-safras.

Vou-me às ceras com a vontade de uma cigarra e com o dever de uma formiga.

20191102_09062420191102_090642

Após o momento do trabalho, chega a altura de continuar a manhã de ontem, na sua derradeira parte.

20191102_12294320191102_122958

A liberdade que é ir à Serra não termina quando se chega a casa..mas culmina sim neste prazeroso momento digno de um Rei.

Hoje pude proporcionar à minha filha uma montanha de experiências, em que à mesma mesa se cruzaram o javali caçado pelo amigo Abílio, faisão em forma de tarte, coelho da serra que dividiu comigo a garrafinha do “furtivo”.

20191102_12495920191102_130717

É ser-se rico!

E quando for velho (se tiver essa sorte), basta que me coloquem no colo a 686E, que saberei onde cada risco foi feito, onde cada gota de suor me pingou na ponta do nariz, onde cada coelho saltou do mato e foi errado ou cobrado. Não precisarei de a ver, não precisarei de a erguer.Por um momento serei jovem de novo.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A manhã mais linda!

É certo e sabido que sábado é para dedicar a monitorizar colmeias e à cera…

Já amanhã, dizem as más linguas que será a 1a manhã do ano com condições ideais para ir apanhar almoço à Serra.

Vejamos:

Pouco Vento – Check!!

3 dias totalmente húmidos – Check!! (nada estará no mato denso e ensopado, e eu serei mais silencioso que um ninja)

Solinho previsto – Check!! (Os pequenos Talibã devem querer vir limpar o pêlo ao precioso sol, pois são vaidosos com a vestimenta)

As rainhas da Serra estarão fora das ensopadas baçeladas, e assim que lá entrem não quererão apear mas sim aguentar quietas até os nervos serem mais fortes do que a vontade.

Estejam afinadinhos os olhos…e sábado o almoço é arrozinho de coelho à moda do je. Com arrozinho carolino do Sado e as minhas loiras a darem um jeitinho para encher o pratinho dos ossos. E o jantar será uma canjinha de letras à moda da Serra.

Vêmo-nos junto ao tacho!!

P.S. – Ainda não são 11h…mas parece que não me havia enganado na previsão!! Era para vir mais 1 coelho e 1a perdiz, mas como ela voou na direcção de uma casa, só a pude admirar, quanto ao coelho, era demasiado perto, pelo que apanhar só por apanhar e depois nada ser comestível…fica para outro dia!

20191101_101351

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários