Cambalhota!

Quanto mais o tempo passa mais desejo tenho de que a cambalhota de tempo Invernoso para o tempo Primaveril ocorra. Axo que tanto eu como as abelhas o pedem urgentemente…

Por Tomar, onde ando a dar formação já as amendoeiras tinham flores no passado fim de semana. Aqui ainda hoje não as têm, e portanto as coisas que em Dezembro pareciam demasiadamente adiantadas foram-se retraindo. As abelhas também seguiram esses passos, e como tal espero ansiosamente a previsão de mínimas a superarem consistentemente os 10ºC para que “meias alças e núcleos” começem a dar corda aos sapatos, e para que o apicultor possa sonhar com os tão esperados desdobramentos Primaveris, aumento de efetivo…enfim, ciclo de crescimento.

Até as flores dos Eucaliptos têm sofrido com as constantes geadas.

Na previsão mensal do IPMA; “Na temperatura média semanal prevêem-se valores abaixo do normal, para todo o território, nas semanas de 09/02 a 15/02, de 23/02 a 01/03, de16/02 a 22/02 e de 02/03 a 08/03.”

Os sinais de esperança são dados apenas pelo engrossar dos botões das ameixeiras, cerejeiras e das poucas amendoeiras que distam alguns dias apenas de se cobrirem de branco.

Anúncios

Sobre abelhasdoagreste

Jovem, apicultor apaixonado e que comercializa inovação apícola.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

9 respostas a Cambalhota!

  1. Eduardo Gomes diz:

    Oh Afonso!!! Com calma e paciência. O equinócio de Março só ocorre no dia 20 de Março. Só depois dessa data entramos na Primavera.

  2. Estou a olhar para o relógio Eduardo…e ele não anda mais do que 1 segundo de cada vez!! Para mim é Primavera nas flores da ameixeira e pólen do trovisco e pilriteiro. Assim que estas abrirem e haja bom tempo, e estão lançados os dados. É capta-pólen na rua e o Afonso feliz a trabalhar. O calendário delas é diferente do nosso.
    Por falar em flores, a ver se o tempo se aguenta, que já gradei 2ha para as flores. Falta frezar assim que o chão deixe, semeador em linha e adubo, e no chão que sobre umas batatinhas semeadas 😉

  3. Eduardo Gomes diz:

    É esta uma das belezas das estações do ano no trabalho apícola: os meses de inverno deixam-nos cheios de “pica” para a primavera.

    Afonso este ano vou iniciar a minha produção de pólen. Tenho algumas algumas perguntas para ti e para outros companheiros deste blogue:
    1) notas alguma quebra na produção de mel?
    2) fazes algum maneio especial nas colmeias que têm os capta-pólen (introduzes por ex. quadros com criação aberta?);
    3) com quantos dias de antecedência colocas os capta-pólen nas colmeias, inicialmente na posição abertos, para elas se irem acostumando à nova porta?
    4) quantos dias seguidos manténs os capta-pólen a funcionar na mesma colmeia?
    5) fazes a apanha do pólen com que periodicidade (diária; bi-diária; outra);
    6) congelas o pólen fresco depois de limpo ou desidratas?
    7) como desidratas o pólen?
    8) como avalias o seu teor de humidade?
    9) depois de desidratado tens algum cuidado especial na embalagem em frasco para evitar que se deteriore?
    10) qual o prazo de validade para o consumidor?
    11) conheces alguma legislação específica para o embalamento do pólen e sua comercialização (julgo que não existe, mas não tenho a certeza)?

    Obrigado pela tua/vossa atenção.

  4. Ena Eduardo, tantas de uma vez!!
    1) Sim, quebra uns 20%
    2)Não há maneio especial, mas só colmeias com 6 ou +Q de cria. Identifico-as na inspecção
    3)Ideal serem colocados à noite ou madrugada. 24h depois fecham-se
    4)Geralmente 10 a 12 dias. Mas por vezes 20 dias ou mais. depende da malha (se 5mm ou 4,5 ou 4,2) do fluxo de pólen e se queremos ou não outras coisas da colmeia.
    5) Geralmente a cada 2 dias, mas com temperaturas abaixo dos 22ºC ou muita humidade é diário. Na tágueda tem de ser diário pois as noites já são maiores e de manha há orvalho.
    6)Congelado um mínimo de 72h à chegada. Antes de congelar passo ao crivo para tirar abelhas e lixos maiores, bem como grumos.
    7)Num desidratador 10kg/dia
    8)A mão ao passar sobre o pólen sente fácilmente como está. Ao fim de 3 a 4 secagens já sabemos.
    9)Sim, assim que termina a secagem é limpo. Muitas vezes limpo-o e volta ao secador mais 1 a 2h. Sai diretamente para um saco, fecho-o com elástico duplo. Fica fora do sol.
    10) A validade deve ser 1 ano, mas começa a perder qualidades aos 6 meses, nomeadamente a nível de proteína. Aquela palha a que chamam pólen nos supermercados, muitas vezes está há muito tempo enfrascada e tem pouca proteína.
    11)Não conheço, e vendo tudo a granel para não ter de lidar com isso. Sei que o prazo de validade pós embalamento é de 1 ano.

    P.S. – A limpeza demora horas infinitas!!

    Abraço

  5. Eduardo Gomes diz:

    Afonso desculpa a maçada e agradeço a tua paciência. Inicialmente tinha só duas ou três questões… mas depois entusiasmei-me e coloquei praticamente todas as minhas dúvidas.

    Se tiveres paciência para mais estas questões agradeço:
    1) produção média colmeia/ano;
    2) escoamento a granel: fácil suponho, e qual é mais vantajoso: fresco congelado ou já desidratado e limpo?

  6. Eduardo,
    pensar em 5Kg/ano é possível, mas a custo de perdas elevadas no inverno. Depende da zona e do objetivo. Diria que 3kg é um compromisso justo. Com tempo instável não captar…ou serão horas a limpar papa dos capta pólen.

    Só faz sentido no nosso mercado a venda de pólen seco. Há que contar com 15KW de electricidade para secar 10Kg, e tempo…muito tempo…muitas noites a limpar! É preciso uma arca congeladora dedicada se 100 ou mais capta pólen.
    Escoamento fácil, mas preço muito oscilante e dependente grandemente da qualidade e multifloralidade. Sobretudo dependente se é um pólen bonito à vista…se for bonito o consumidor prefere ao bom.

    Abraço!!

  7. Bernardino da Silva Gomez diz:

    Afonso, queria fazer uma pergunta, em relação ao pólen, a malha da grade excluidora que colocamos nas colmeias, também serve para o capta-pólen, ou tem que ser com orifícios redondos, com diâmetro de 4 ,4.5 ou 5 milímetros
    Faço- te esta pergunta, porque estou a ” inventar” um capta-pólen de estrado .com a intenção de tirar pólen para consumo próprio.
    Abraço.

  8. Dino, tem de ser redondo ou exagonal/octogonal. Elas são muito habilidosas e até dão cambalhotas para que o pólen entre. Se quiser de estrado sei onde vendem! Custa uns 16eur

  9. Bernardino da Silva Gomez diz:

    Olá Afonso,
    Muito obrigado pele explicação, quanto a comprar, eu também tenho aqui na minha zona, eu é que sou habilidoso, e gosto de inventar, quando falei em capta-pólen de estrado, já tinha visto alguns, mas não gostei porque são pesados, e muito altos. Eu então resolvi faz-elos, mais simples e com a ideia de ficarem todo o ano, como estrado sanitário. O problema é que não encontro a chapa microprefurada de 4,5 mm, com dimensão de 360 mm por 190 mm. Encontrei uma com diâmetro de furo de 5 mm.
    Se não for abusivo da minha parte, queria perguntar-te se este diâmetro também dá, ou tem que ser 4 ou 4,5 mm obrigatoriamente.
    Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s