Glfosato “Roundup”

Sabe-se desde algum tempo atrás que nos últimos 20 anos nos têm impingido este agente químico como a solução para a maior parte das infestantes agrícolas.

É-nos vendido desta forma, põem-no numa redoma, e eliminam toda a diversidade de plantas que deveria existir em todo e qualquer campo agrícola.

O seu uso é tão abrangente, que os municípios o continuam a usar para controlar a vegetação em valetas de estradas, passeios púclicos, etc…

Mas recentemente, descobriu-se isto     http://www.mst.org.br/2015/04/13/oms-confirma-relacao-do-glifosato-com-cancer-em-humanos-e-animais.html            e não podemos ficar indiferentes.

Foi-nos dito durante décadas que era seguro, mas afinal é cancerígeno classe 2.

http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_IARC_Group_2A_carcinogens

Isto faz-nos certamente repensar no que podemos e devemos usar na horta, ao redor das nossas colmeias, etc…

Mas há mais!! O tempo de degradação do Glifosato é muito maior do que se pensava, e ao final de 6 meses 50% do produto ainda não se degradou, escorrendo para ribeiros, seguindo para os aquíferos e terminando no Mar.

Em Portugal o sector exemplo, ou supostamente exemplar, o vitivinícola, usa-o para criar os seus desertos verdes, espalhando-o e usando-o anualmente e maçivamente. Mas há outros setores que o usam nas “roundup ready crops”.

Virá inevitávelmente parar ao nosso prato, e portanto axo que devemos ser bastante mais exigentes para com o regulador.

Tal como se faz para os medicamentos, nenhum agroquímico deveria ser colocado no mercado antes de ser testado por pelo menos 5 anos, feitos estudos de todo o tipo por entidades Europeias independentes e 100% financiadas por dinheiro público (afim de evitar dependência dos mega laboratórios.

Se deve ser banido o Glifosato?

Não, é a minha opinião. Mas o seu uso deve ser altamente restringido e reduzido em 90% ou mais. E deve ser garantido que não é usado em terrenos que darão colheira nos 2 anos seguintes, nem usado perto de linhas de àgua, e apenas poder ser usado em pequenas àreas.

Usava-o anualmente em torno das colmeias, para manter o mato limpo. Usava apenas 10lt de solução por apiário. Mas mesmo assim, resolvi que era altura de deixar de o fazer, diminuindo ao máximo a sua utilização.

Assim, estabeleci que não usarei mais de meio litro por ano, e apenas me servirei dele como emergência.

Com o DDT a história foi muito parecida, agora o Glifosato. A pergunta que fica é: Será que podemos confiar no controlo de pesticidas que as autoridades fazem?

A resposta parece óbvia: As Syngenta’s e Monsanto’s com os seus lobby’s são imensamente poderosas. Mas por isso o Bloco Europeu deve funcionar, legislar e restringir em uníssono, e não deixar entrar nas nossas fronteiras os produtos que sejam produzidos com recurso a químicos por cá banidos ou restritos.

Já pensaram quanto trangénico entra via carne produzida em países terceiros?

Já pensaram quantos químicos entram em produtos agro já transformados? (frutas, cereais, vegetais)

Vale a pena refletir um pouco e sermos mais exigentes.

Anúncios

Sobre abelhasdoagreste

Jovem, apicultor apaixonado e que comercializa inovação apícola.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

9 respostas a Glfosato “Roundup”

  1. Andre diz:

    boa tarde,

    mais uma vez recorro a si para o seguinte.
    Uma colega deixou sair um enxame de um cortiço mas estava no local e conseguiu apanha-lo e meteu-o numa caixa acontece que no dia seguinte já nao estava lá. o que poderá ter levado o enxame sair da caixa?

    cpts;

  2. André, é falta de cria aberta. Se juntamente com o enxame têm colocado 1Q de cria aberta de outra colmeia elas dificilmente abandonariam a nova casa.

  3. martinho ferreira diz:

    Boa noite Afonso,
    Aproveito este espaço para outro assunto.
    Ainda vende as placas da mitogone?
    Preciso de 100. Mantem-se o preço?
    No caso afirmativo, na última semana deste mês, em data a combinar, iria a Sobral busca-las.
    Continuação de bom trabalho.

  4. Olá Martinho,
    Resposta afirmativa! a todas as questões…
    Quando quiser, diga que terei tudo preparado.

    até breve!

  5. Rui Canto diz:

    Boa noite Afonso,
    Sou teu formando no curso na Corporativa Terra Chã, tenho uma duvida, apanhei esta semana o meu primeiro enxame;)
    Não sei à quantos dias la esta, a minha duvida é a seguinte, mudo já o enxame para um núcleo ou deixo estar mais uns dias?
    Cumprimentos e parabéns pelo excelente blog

    • Rui, para garantir que não foge, basta confirmar que já tem cria aberta. Para tal basta 1a semana após a chegada. É a melhor altura para o tratar contra a varroa, pois não tem cria fechada e assim garante-se uma mortalidade superior a 90%.

      Nesta altura elas fazem cera muito depressa, pelo que ao mudá-lo para o núcleo vao ser precisos alguns elásticos que seguram os favos, pressionando-os contra os arames.
      Assim que os passar para núcleo, deixe logo 1litro de alimento líquido para elas se desenvolverem tão rápido quanto possível.

      Há que ter cuidado para nao matar a raínha na operação.

      Ideal é pedir ajuda a um apicultor experiente.

      😉 E até sábado!!

  6. Rui Canto diz:

    Boa tarde Afonso,
    Obrigado pela explicação, estou esclarecido😃
    Até sábado

  7. Maria capelo diz:

    Apareceu no sótão de uma amiga um enxame de abelhas amarelas. Devo destruir .ou preservar?dizem que as amarelas são nocivas agradeço a v. Ajuda

    • Olá Maria,

      Serão abelhas ou vespas?
      Pela descrição parece ser de vespas, e se o fôr, caso alguém passe frequentemente nas proximidades deve ser destruído para que ninguém se magoe. Caso sejam abelhas de mel, chame um vizinho apicultor.
      Veja no google imagens de vespas e de abelhas e assim identifique o que é.

      Saudações,

      Agreste

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s