Vais meter um projeto…não esqueças disto!

As imagens do dia de hoje, pecam por escassas, mas seria óptimo que cada apicultor que quer seguir o rumo da profissionalização viesse fazer parte destes trabalhos de armazém muito antes de tocar na 1a colmeia povoada.

É que dias como estes são tantos como aqueles que se passam junto das nossas lindas abelhas.

E começa com uma manhã passada junto à infernal máquina de fazer vapôr…

Fotografia0469

O resultado são alguns Kgs de cera que serão depois purificados e resultarão em queijos de cera limpos.

Fotografia0468

Após 1a limpeza os quadros seguem para serem limpos com mais detalhe, aramados ou esticados os arames (e nós ficamos com os dedos da côr do própolis)

Fotografia0466

Limpa-se muito bem as ranhuras,

Fotografia0470

Usando-se alta tecnologia para o serviço (faca para limpar, prego maior = limpa ranhuras, preguinho torto = esticador de arame)

Mas não terminou…há que organizá-los para armazém,

Fotografia0467

E antes de serem guardados, a essencial passagem à chama do maçarico! É aqui que a desinfecção final acontece, e possiveis esporos ou agentes patogénicos são eliminados pela chama de + de 700ºC.

Fotografia0472

Isto é apicultura, e meio caminho andado para enxames saudáveis.

Anúncios

Sobre abelhasdoagreste

Jovem, apicultor apaixonado e que comercializa inovação apícola.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

15 respostas a Vais meter um projeto…não esqueças disto!

  1. Paulo Silva diz:

    Pois é Afonso, nada como colocar as “mãos na massa” e suar bastante antes de entrar no maravilhoso mundo da apicultura. Infelizmente há muita gente com projectos de apicultura e que não faz a minima ideia de como as coisas se fazem. Obrigado por mostrares uma das partes chatas da apicultura e se puderes mostra mais pois pode ser que alguém mude de ideias antes de se meter num projecto apícola. Abraço!

  2. Lourenço diz:

    Eu nunca fiz progeto, comecei a mexer com abelhas com 17 anos agora tenho 31 todo o dinheiro que tenho ganho tem sido para comprar material estou quase com 100 colmeias mas dinheiro junto 0 cêntimos. Comecei mesmo do 0 sem formação, todos os anos aprendo com os erros e a net tem ajudado muito enfim… Para mim as abelhas não são um negocio mas sim uma paixão. Abraço…

    • Lourenço, enquanto o ciclo de investimento não terminar, nunca é possível ver dinheiro. Apenas quando termina o investimento, as ceras estão puxadas, os apiários instalados e for só tirar a alimentação e roll over do material velho. Nisso os projetos ajudam, pois atinge-se esse patamar rápidamente. Por amor à camisola, eu diria que mais de 25 colmeias é a loucura total! e mesmo para os reformados, 80 a 100 é o limite que permite continua a ter tempo para filhos, férias e netos.

    • Cristóvão, esta é a pura verdade de que ninguém fala em colóquios e conferências destinadas a promover esta atividade por parte das lojas e dos fabricantes de material e tratamentos. Não gosto de fazer papel de lobo mau, mas dizer a verdade é mais importante que dar palmadinhas nas costas a quem entra. Ainda esta semana tive a noticia de mais um projeto de 600 falido!! Que nunca chegou a produzir nada e custou mais de 100mil eur a executar…dinheiro deles e do povo que foi deitado à rua. Nas minhas formações tenho um Powerpoint que faz a análise de 3 cenários para os novos projetos para que os que entram vejam que a diferença entre sucesso e falência é muito ténue e depende muito da sua competência.

  3. eusebio diz:

    boa tarde amigos eu diria que quem estiver com ideias de ficar rico com as abelhas é melhor pedir a um apicultor para ver e sentir o calor e as picadas e o trabalho que a apicultura nos dá por quem não tiver paixão por este inseto mais vale sentarem se á sombra

  4. Eduardo diz:

    Boas! Tudo n vida da trabalho, nada cai do ceu e na apicultura e igual! O material ta mt caro e td por causa dos projectos… Eu é que construo o meu material!

    • Até nem axo o material caro Eduardo, acho é que tem muito pouca qualidade a maioria da madeira usada. É mal seca e de densidade duvidosa, tal como a moda das tábuas encaixadas e não enteiriças como deviam. Depois sobretudo os estrados e pranchetas de agasalho são vergonhosos. Só uso prancheta de agasalho nas colmeias do projeto, as minha já dispensam tal como dispensam patim de voo e espero que futuramente tb o estrado quando a cabeça brotar uma idéia suficientemente boa.

      • Fiquei curioso como dispensar a prancheta de agasalho. Podes explicar um pouco mais?

        Quanto ao estrado, já os meus cortiços não têm estrado, aliás, acho que posso chamar de estrado a “laje de xisto”. Porque não tentar com as colmeias móveis? Fiquei com comichão no cerebelo…

  5. Eduardo diz:

    Uso colmeias lusitanas, por isso era dificil de encontrar tabuas com mais de 30cm! Mas fui uma serraçao escolhi o pinheiro dps foi so fazer tabuas de 3cm, isto foi a quase um ano em breve devem estar secas! Gasto menos de 10€ para construir uma colmeia!

  6. Eduardo diz:

    Reparei numa colmeia antiga k a tabua do estrado é inclinada para a frente, mas as k vendem agora sao totalmente orizontais?! Qual sera melhor?

  7. Com inclinação é melhor para a àgua e lixo tenderem a saír!

  8. Cristóvão, uma saca de sarapilheira sintética das que trazem trigo ou milho para as galinhas é um excelente isolante, mesmo muito bom como prancheta de agasalho…e se fizer falta o buraco para o alimentador, faz-se com uma tesoura. É grátis, funciona excelentemente e tem a vantagem de só destapar parte da colmeia quando queremos inspeccionar…o que faz termos menos abelhas ao nosso redor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s