300’s

Há 3 anos e 2 meses atrás, era eu um apicultor com 24 enxames, alguns deles em mau estado.

3 anos passaram…muito mudou!

Não comprei enxames, tendo aliás vendido 3x mais do que os poucos que adquiri neste percurso que começa a atingir os contornos da maioridade.

Amanhã, espero que às 7h da madrugada tenha atingido o redondo número 300…e marcando ao mesmo tempo o início de uma nova era na minha apicultura, com o primeiro lote de núcleos feitos com raínha fecundada. De hoje em diante tudo será bem mais rápido devido a mais este facto, e descontando os que vendi, os que perdi durante a conversão à abelha buckfast…mesmo assim multipliquei por quase 13x em 2as campanhas e meia e num local onde há zero de tradição apícola, e por vezes condições de clima absolutamente Escoçês.

Muito suor…muito querer…algumas lágrimas.

Hoje ao escrever isto, sinto passam na minha memória muitas imagens…muitas mesmo.

Mudando de assunto!,

Ontem em Chãos, na Cooperativa Terra Chã, houve um seminário com Co-Organização da Quercus, Aderavis e Cooperativa Terra Chã. e no qual fui um dos oradores.

Finalmente!!, já tardava em encontrar motivos para ir a eventos como este…mas ontem foi diferente! Sem tabús…sem medos do politicamente incorreto, em que o presidente da Sap , o Dr Hermenigildo abordou o tema dos “Medicamentos Varroacidas” sem tabús nenhuns…, e não estou com isto a concordar com tudo o que ele disse, mas concordo no grosso da coluna, e sobretudo concordo com a coragem em partir algumas loiças.

É ainda com agrado que escutei que afinal alguém da FNAP lê este blog, e que se queixa em voz baixa das críticas que por vezes lhes faço. Apenas fico triste por não se dignarem a responder e andarem a fazer queixinhas em associações, técnicos e a apicultores de que digo coisas que não devia. Preferia bem mais que fossem assistir a dias como o de ontem e explicassem perante todos o porquê do nosso setor não ser mais forte…sem desculpas, sem medos e sem azedumes!

 

 

Anúncios

Sobre abelhasdoagreste

Jovem, apicultor apaixonado e que comercializa inovação apícola.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

18 respostas a 300’s

  1. Martinho Ferreira diz:

    Boa noite Afonso.
    Desde o início do “abelhasdoagreste” que sigo de forma permanente o blog e o percurso apícola do Afonso. Reconheço e admiro a evolução sustentada, o conhecimento sistematizado a determinação e a resiliência do Afonso.
    Votos sinceros de sucesso.

  2. Eduardo Gomes diz:

    Uma palavra de elogio para o que já conseguiste e outra de incentivo para continuares o teu caminho. Um abraço!

  3. Obrigado Martinho e Eduardo!!
    A ver se antes do último foguete da festa aqui da terrinha estalar conseguirei passar do 3 para o 4.
    Como está a campanha pela vossa zona?

    • Eduardo Gomes diz:

      Está a correr muito bem. Contudo não me parece, pelo que vou ouvindo, que seja a realidade dos apicultores locais com quem vou falando. Pelo contrário até, parece-me que estou no lado das excepções.

      Podes ver aqui http://abelhasabeira.com/aspectos-da-minha-cresta-de-meis-claros-de-2016/ algumas fotos feitas pela minha esposa de um dia de cresta. Ainda me esperam muitos dias como este, felizmente por aquele lado que a todos nos importa como profissionais, infelizmente pelas mialgias de esforço, que estão na moda lá para os lados de Marcoussis.

      • Olá Eduardo,
        Ainda bem que há mel por aí!!
        Aqui também está melhor do que temi algum tempo atrás, visto que o primeiro apiário correu a jeito. E o primeiro tambor está cheio. Pelo que em breve comunico convosco para estimarmos a quantidade de mel que teremos em conjunto.
        Porque não levas o mel a uma melaria? Eu detesto extraír mel, e pró ano já quero extraír tudo na melaria, pois não me vejo a extraír em casa mais de 100 alças por ano…e apenas as pequenas colheitas monoflorais. O preço que se paga na melaria fica logo compensado se eles tiverem uma centrifugadora de opérculos que extrai até à última gota.
        A ver se pró ano já consigo ter uma cresta parecida com a tua!! de pelo menos 500 alcitas.

  4. João Barros diz:

    Muitos parabéns Afonso e que tudo continue de vento em popa 🙂

  5. Martinho Ferreira diz:

    Boa noite Afonso.
    Aqui por Almada “a coisa” está igual ao do ano passado. Pela Sertã muito fraquinho o pouco que há será para elas.

  6. Olá Martinho! Quando estive na Sertã vi zonas lindas para ter abelhas. Com o excelente maio e junho que tivémos, porque não recuperaram?

  7. Martinho Ferreira diz:

    Bom dia fonso. As nossas abelhas estão nos terrenos do Farinha, em Sorvel. Não é um local extraordinário para a apicultura. As 20 colmeias de Almada e as 15 de Sorvel bastam para alimentar o hobby.

  8. Jorge Casanova diz:

    Bom dia
    Afonso mais uma vez parabéns, pelo trabalho desenvolvido e pela vontade de fazer mais e melhor que transmites a cada um de nós.
    Há uma dúvida que me acompanha e à qual não obtenho resposta.Produçao.
    Em todos os blogs lemos que este ano esta mau, nem para elas há.
    Em portugal qual é a produção média esperada em kg? Em que região?
    Como ja tinha referidi num comentário anterior, há bastante tempo diga-se, eu tenho um pequeno apiário perto de Esposende, embora ainda no concelho de Barcelos. No ano passado tive uma produção média de 20kg por colmeias, tive algumas a mais de 30kg, estimado pelo numero de alças, e outras com pouco mais deb10kg.
    Mas fixando-me na média, pergunto é muito? É pouco? É razoável?
    Quando afirmamos que este ano é mau, que produção estamos a esperar?
    Este ano ainda não fiz a cresta. Tinha cerca de 70% das colmeias com 4 meias alças, nas revisões que vou fazendo é ver enxames enormes e cada vez menos mel. E diga-se que as 4 alças foram conseguidas no novembro e dezembro quando se dizia que as abelhas estavam loucas.
    Se poderem dar algumas respostas agradeço, primeiro para saber e segundo para estabelecer objetivos e aferir dd maneio que falo.
    Abraços a todos
    Jorge Casanova

    • Eduardo Cardoso, essa zona do Eucalipto é pelos vistos boa de Inverno…mas nao a conheço bem.
      Jorge, 20kg de média é bem bom! Mas há que contar todas as colmeias sempre, mesmo as não produtivas. O que vejo em muitos apicultores é que o total a dividir pelo número de colmeias registadas dá médias abaixo disso na maioria dos locais.

      • Jorge Casanova diz:

        Olá
        Quanto à fórmula de calculo eu defino no início da minha campanha, setembro, o número de colmeias em produção X e depois faço a média apenas com essas colmeias.

        Abraço

  9. Eduardo diz:

    Boas pessoal! Aki na minha zona as abelhas enxem as meias alças com uma velocidade estonteante.. E a culpa é da abundancia de silva nos castanheiros so querem polen!
    Mas algumas trocam- m as voltas e ñ percebo o pk! Apezar de por cera puxada nas meias alças, alguns enxames estão a bloquear o ninho todo com mel e a rainha quaze parou de por…

  10. Hugo Martins diz:

    Oi Afonso!

    Desde muito cedo que te tenho acompanhado nesta tua Aventura da apicultura!
    É com muito gosto e felicidade que vejo que estás a conseguir atingir os teus objectivos! Sem dúvida um exemplo a seguir de determinação, sustentabilidade e dedicação!

    Eu só agora começo a aventurar-me a sério na apicultura e sem dúvida nenhuma já me deste mais a aprender do que eu a ti!
    Votos de continuação deste teu excelente trabalho!

    Abraços
    Hugo

    • Oi Hugo,

      Um grande abraço!!
      Já te tentei ligar hoje a saber da campanha e para combinarmos uma aventura apícola ou caso tenhas disponibilidade, em vir cá dia 24 de julho almoçar comigo.

  11. José Marques diz:

    Olá Afonso

    Desejo apresentar-lhe as minhas felicitações pela meta alcançada . Três centenas de colmeias penso que é o limiar a que um Apicultor Profissional se deve candidatar . O futuro e a rentabilidade indicarão se são precisas mais . Penso que nesta fase terá alcançado o top 5% dos apicultores nacionais , se descontarmos os jovens apicultores que entraram e , certamente, muitos sairão, a fundo perdido .
    Para ter a consagração de Apicultor Profissional é necessário viver, exclusivamente da apicultura e ter uma actividade rentável . Isso exige inspiração e muita transpiração .
    Tem, agora, duas batalhas pela frente :
    – Produção : Instalar 10 ou mais apiários não é fácil , quando um já é difícil . Gerir o manejo bem e no tempo certo. Enfrentar as adversidades do clima , das doenças, dos pesticidas , das alterações na agricultura etc. é obra ! E apoios ?- olhemos para Espanha .
    – Comercialização : Num País aberto a todo o tipo de importações em que o consumidor compra pelo preço mais baixo, o apicultor fica isolado e é esmagado pelos preços.
    E organização ? – Olhemos para Espanha .
    Penso que não vim trazer novidades, nem desincentivar e há bons exemplos de sucesso que podemos analisar .

    Saudações

  12. Oi José!!,
    Sim, há uma montanha de desafios pela frente. Mas tenho confiança de que se fará algo para os superar.
    Manter 14 apiários é uma tarefa dura…muito dura às x. Ainda hoje as 6:50 lá fui de roçadora em punho para diminuir a densidade de erva e mato ao redor de 2 apiários. Foram 3 horas a vibrar literalmente.
    Mas é gratificante ver crescer, olhar para um apiário com 70 caixas entre núcleos de fecundação, núcleos e colmeias de producção e já estar a imaginar as próximas filas de nucléolos e núcleos.

    Mas ser apicultor de muitas ou poucas colmeias…todos têm igual valor! e são extremamente importantes os pequenos apicultores como eu um dia fui.

    O Hugo Martins que foi o meu primeiro professor e até o meu amigo Edgar que há 11 anos atrás deu sem querer a idéia que haveria de resultar nisto!

    A vida dá muitas voltas, alguns tropeções, mas é feita de querer! E se aliarmos conhecimento ao querer muito…então há uma rota traçada que tem chance de dar certo.

    Um bem haja a todos os apicultores Portugueses!!

  13. Filipe MASSANO diz:

    Olá Afonso

    Parabens pela obra concretizada, obrigado pela partilha de ideias e vida longa.
    Abraço
    Filipe Massano

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s