Fora da apicultura!

Por estes dias fui ver o que precisava para a renovação do meu porte de arma. Para meu grande espanto, além da habitual carrada de documentos, é preciso agora as licenças de caça dos 3 últimos anos e na falta das mesmas ir tirar um curso. Ora, qualquer caçador que compra a licença (que agora é apenas um recibo do multibanco) no final da época a deita fora quando coloca a nova na carteira.

Depois há ainda a obrigatoriedade da compra reente de munições!!…ou seja, se vai à caça mas não dá tiros porque a caça é pouca ou porque vai poucas vezes, tem de ir comprar cartuchos só para renovar o porte de arma. Uma verdadeira palhaçada, decidida por alguém que tal como em tantos outros setores está longíssimo da realidade.

É assim com eorme tristeza, e depois de voltar a ver os poucos coelhos serem novamente dizimados pela hemorrágica já durante este Outubro, que vou ter de ir tratar de uma tonelada de papelada bastante cara, para poder continuar a sonhar que um dia os coelhos vão regressar, e que as 5 perdizes que vejo quase diáriamente e que sobreviveram serão as sementes de muitas mais, tal como o lindo bando de 10 do Grand Canyon. Tenho o sonho de voltar a ver muitas, muitos coelhos a correr no campo…e nesse dia sentir que os que trarei para casa não farão falta à Natureza.

Para já, contento-me a sonhar e a querer manter o direito de ter as minhas espingardas a ganharem ferrugem no cofre. A que era do meu avô, a que era do meu pai, as minhas! Ninguém num gabinete entende que cada vez que para elas olhamos elas nos contam uma história, que nos fazem lembrar um momento…até um sorriso ou as palavras de quem já não podemos abraçar por ter partido. Que aquele risco foi de uma queda…o outro foi de uma peripécia.

Quem não conhece o cheiro da A2 queimada numa manhã de nevoeiro…nunca entenderá nada disto que estou a dizer!…não entende pura e simplesmente.

Hoje em dia é a caça grossa que reina, e a caça volta a ser para ricos apenas com tanta burocracia e cara. Ainda ontem vi muflões junto a um dos apiários…e sinceramente Caça grossa não é para mim, embora entende quem goste e se me derem uma perninha eu aprecie comer.

Quanto às abelhas..basta uma imagem!! que explica tudo…

fotografia0618

Anúncios

Sobre abelhasdoagreste

Jovem, apicultor apaixonado e que comercializa inovação apícola.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

13 respostas a Fora da apicultura!

  1. Paulo JMD Silva diz:

    Ainda bem que cada vez seja mais difícil, complicado e caro ser caçador. Chega de poluir os solos e aguas com chumbo, chega de fazer animais sofrer por prazer, chega de poluição sonora com explosões que perturbam as aves, chega de cartuchos vazios espalhados pelo chão …

    Hoje em dia há uma infinidade de desportos que não envolvem sofrimento de animais e poluição.

    • Paulo…tens noção da carrada de borregadas que acabaste de dizer seguidas!! À excepção do chumbo que concordo plenamente e ja deveria ter sido substituido…fora isso nada mais do que dizes faz sentido! É só um tiro…não é o rebentamento de uma pedreira, e um tordo frito é um mimo, como uma canja de perdiz ou um arroz de pato. Qualquer dia vais pedir perdão cada vez que pisares um caracol sem querer…

      • Paulo JMD Silva diz:

        Como é que nāo faz sentido ter compaixão por todas as criaturas que sentem dor?
        Até os caracóis são importantes no ecossistema, se eu puder evitar matar um é claro que evito. Os coelhos também são importantes e infelizmente são cada vez mais raros.

        Sobre o ruído, eu infelizmente vivo numa zona onde é raro o dia que não ande alguém a semear chumbo, são explosões que assustam e afastam muitas aves, até mesmo algumas são mortas e feridas como por exemplo aves de rapina.

        Admito que nem sempre fui defensor dos animais mas aprendi a respeitar toda a natureza, não importa o tamanho do animal, ele tal como nós sente e sobre.

        Sinceramente gostava de ver a caça, touradas e outras atividades que envolvem sofrimento de animais a serem banidas de uma vez por todas. Não é motivo de orgulho fazer sofrer qualquer animal e o respeito por todos os animais é um valor muito importante que deve ser passado às próximas gerações.

  2. TOZE diz:

    Bom dia,
    Tem de contactar ICNF que eles facultam o registo das licenças tiradas nos ultimos 10 anos.
    Cpts
    Tz

    • Obrigado TOZE não sabia disso!
      Em qualquer dos casos eu o ano passado não caçei porque a minha filha era bebé…e só por causa disso arroto com um curso e 180eur + viagens fora do bolso.

      • paulo monteiro diz:

        muito boa noite Afonso
        Eu este ano também renovei a minha licença de porte de arma de caça e o que me foi pedido foi uma licença dos últimos 3 anos como eu nunca cacei tive que ir ao MB tirar uma na hora da renovação e foi o suficiente, mas também já tenho o curso tirado na PSP
        abraço
        paulo monteiro

  3. Dinis Martins diz:

    Boa noite, não percebo, mas respeito, as opiniões das pessoas. Mas actualmente acho que já não razoabilidade, trate-se melhor um animal que uma pessoa. Pois eu não gosto de tourada, nem de caça, pesca e afins, tenho abelhas para desanuviar do meu trabalho. Mas no entanto não sou contra caça, pesca nem touradas. Pois gosto muito de caça, pesca no prato e um bifinho de novilho também ia bem. Pois os animais maltratados são os frangos, as galinhas, porcos e afins, que compramos nos supermercado, que são criados sem liberdade que tem os touros e não tem oportunidade de dar uma bicada em ninguém. Não vejo ninguém a tentar acabar com o frango assado. Ainda maior crime é ter cães de grande porte em apartamentos. Toda a vida é importante, mas não ensinamos aos leões a comer erva. Os coelhos na Austrália são uma praga.

  4. Afonso Silva diz:

    Oi Dinis,
    Revejo-me totalmente nessas suas palavras.
    Infelizmente qualquer dia ainda aparecem os “amigos do Caracol” aqui na aldeia aquando do festival…pois o bicho vai vivo prá panela. Ainda bem que aparecem quase todos armados com um palito e prontos a fazê-los marchar com umas bjecas.

    Milhares/milh~es de refugiados da guerra aki ao lado no magreb e na África Central e Subsariana…e esta malta preocupada com o incómodo causado ao tordinho que vai ser frito.

    Muita gente precisava de 6 meses como eu tive na África real…e não nos Resorts para entender o que é drama humano.

    Eu sou o primeiro a achar que os animais devem ter dignidade, passar vida sadia e serem respeitados. Tanto o faço que se há baixa densidade de coelhos pura e simplesmente não caço, como infelizmente sucede vai para 3 anos. Mas daí a serem uns coitadinhos e uns perseguidos e assistados com o “violento rebentamento de 1,2gr de pólvora” que é bem menos que um petardo daqueles que as claques rebentam nos estádios, onde os outros 40 000 humanos têm de aguentar essa meia dúzia de selvagens sem fugir nem se sentirem assustados.

    Abraço Dinis!!

  5. Toze diz:

    Boa tarde, apenas digo que há pessoas que deviam ver como os animais sao tratados e como são abatidos nos matadouros, mesmo os vegetarianos imaginam a quantidade de seres vivos que são mortos devido aos químicos aplicados no seu cultivo.

  6. Eduardo diz:

    A vida animal é muito importante, mas hj em dia da-se mais importancia aos animais do que aos humanos! O homem desde sempre caçou, qual é a difença de matar com uma lança ou uma arma?? Mas ñ kero dizer com isto que ñ temos que respeitar os animais!!
    A uns tempos houvi num programa de radio que havemos de chegar ao tempo em que se dermos um pontapé numa pedra ainda podemos ser processados e é verdade!!!

  7. Toze diz:

    Por este andar qualquer dia vamos começar a ser processados de cada vez que no maneio alguma abelha morre, já para não falar nos extermínios de varroas que fazemos.

    • Afonso Silva diz:

      Esse ponto de vista é muito interessante. A varroa deveria na teoria ter os mesmos direitos que as abelhas…e nós matamo-las aos milhares!! Se vem mal ao mundo? Axo que não…se elas sofrem…azar o delas que nos lixam as abelhas todas, e nem pensamos nisso.
      Assim o único problema é demorar mais tempo a surgirem linhagens de abelhas tolerantes à varroa.
      A realidade é que qualquer dia se chega mesmo ao dilema do “Pontapé na pedra”…demasiados pensadores afastados demais das realidades mundanas e fechados na sua redoma.

  8. Dinis Martins diz:

    Boa noite, basta olhar para nossa juventude, ainda não tenho a felicidade de ter filhos, mas o que vejo, assusta-me muito a educação que esta a ser dada, são as crianças é que manda, mas que futuro vamos ter. Esperara-se que escola de tudo, mas escola só deve dar formação, a educação tem de vir de casa. Isto é um aparte, pois nas ruas de Portimão crianças menores aproveitando esta festa que não é nossa o halloween, para cometer actos de vandalismo e destruição. No entanto anda muita gente preocupada com as Touradas, com Caça, pesca e afins, em vez de olhar para casa e educar os filhos.

    Saudações Afonso

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s