O Re-Nascer!

Por esta altura os dias já crescem, e o Natal está mesmo a abeirar-se de nós.

Eu não passo o mínimo cartão a festas, nem de Natal, nem de Ano Novo, nem festivais…e portanto é para mim tempo de continuar a trabalhar e começar a sentir a vibração positiva que os dias em crescendo transmitem.

Após o solestício de Inverno as abelhas reagem à estimulação de uma forma muito mais pertinente.

Assim, elegi os apiários de núcleos para uma estimulação à séria…bem como o Almo. Serão as colmeias e núcleos acompanhados por 4 sessões de alimentação. A primeira foi a dose de pasta, que já está em campo faz dias.

A 2a ronda é xarope denso, que acomula com estes dias de bom tempo em que as abelhas meteram boas reservas, sobretudo porque a pasta lhes permite um consumo regular que faz com que maior % de néctar fique como reservas e com que maior% de campeiras se dediquem ao pólen. Esta 2a dose de xarope ronda os 3kg por colmeia e será seguida de mais duas doses semelhantes.

O motivo é o de ter núcleos feitos 1 mês mais cedo, criadeiras a abarrotar e todas as baixas repostas logo em final de Fevereiro!, e ao mesmo tempo perceber se este mega-estímulo consegue ser ainda assim rentabilizável sob forma de pólen e raínhas que fecundem na entrada de Março ainda a tempo de produzirem pólen e mel!

Assim, se estimula da forma que fazem os companheiros nórdicos, seja por saco via meia alça ou por alimentador lateral.

Exif_JPEG_420

A verdade é que a seca prolongadíssima e intensa faz com que o ponto de partida dos enxames seja muito abaixo do que deveria…mas se o tempo continuar favorável, com imensas horas de luminosidade, é num àpice que crescem.

Exif_JPEG_420

Conseguirei ter estes apiários com colmeias de 20Q Lusitanos a abarrotarem dentro de 45 a 50 dias? Veremos… seria giro fazer logo os 120 núcleos cedinho!

Para já, gostei do que vi hoje…pasta a ser bem consumida, muito pólen a entrar e a começar a ver-se uma carga de azeda aqui…outra acolá…que logo se reflete no aumento da qualidade da cria, ficando a cria aberta brilhante, em expansão e originará “abelhas gordas”. Muitas delas têm 3 a 4 quadros com mais de 50% ocupados de bom padrão de cria.

Esta forma de alimentar colmeia a colmeia é demasiado trabalhosa, excepto se deixar logo meia alça vazia pela cresta. Gosto bastante mais do alimentador interno, mas que para Inverno fica ao lado e em dias frios as abelhas não pegam tão bem.

Portanto se isto for para a frente, o melhor seria a experiencia de outro apiário em que faço um alimentador comunitário a melhor opção…mas aí as fortes levam muito mais que as restantes. Algo que não me importo nada…pois são as fortes que devemos estimar e portanto desde que dêm tempo suficiente às outras para recolherem o seu quinhão…nada contra!

Mas a esperança e o sorriso estão de volta com as lindas azedas que surgem ainda só a espaços.

A alegria voltou…e talvez seja a vista do meu escritório que está no cimo do Mundo a maior culpada..É lindo o meu Escritório!!, mesmo à beira do Natal.

Exif_JPEG_420

Anúncios

Sobre abelhasdoagreste

Jovem, apicultor apaixonado e que comercializa inovação apícola.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s