Esperança??

Não podia deixar passar sem referir. Talvez a mais promissora esperança para um futuro próximo com a vespa velutina sob controlo.

faça click aqui para ler a notícia.

Se funcionar…aí sim era bem empregue o dinheiro do PAN numa campanha de extremínio Nacional que envolvesse todo o território e fazendo isca massiva, por forma a tentar erradicar o bicho. Sendo que num 2º ano se faria apenas em zonas onde fosse reportada a presença, diminuindo assim tremendamente os riscos e custos de médio e longo prazo.

Sobre abelhasdoagreste

Jovem, apicultor apaixonado e que comercializa inovação apícola.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

4 respostas a Esperança??

  1. O que me preocupa não é a vespa, é o varroa. De qualquer forma, por via natural ou ataque químico, a vespa deixará de ser um grave problema para os apicultores, num prazo relativamente curto. Todas as pragas exóticas têm o seu período de instalação, expansão e decadência, logo que o ecossistema reaja e os seus futuros predadores descubram essa nova fonte de alimento. Não acredito no controlo por métodos artificiais, muito menos químicos ou biológicos, porque a prazo trazem graves consequências para os humanos. Basta ver o que aconteceu com a utilização do DDT, dos organo-fosforados e dos insecticidas e herbicidas mais badalados anos atrás, agora proibidos em muitos países mais desenvolvidos, por serem perigosas para a vida selvagem e para os equilíbrios mínimos que é preciso manter nos ecossistema. Cada avanço tecnológico significa, na prática, um retrocesso no desenvolvimento e uma destruição irreversível de recursos naturais.

    • Discordo profundamente. Há imensos casos que revelam o oposto. Varroa a nível global, peixe leão, muitos insetos e até pássaros como a rola turca cá em Portugal. É que muitas vezes são muitas dezenas de anos ou centenas para se atingir o equilíbrio…e temos de viver e comer todos os dias, não podemos parar a atividade por 2 ou 3 anos. Há que produzir sempre e sempre ter comida na mesa e contas pagas.

  2. Eduardo diz:

    Gustavo vai sonhando vai….

  3. Nuno Costa diz:

    Sr. Gustavo, entenda que radicalismo pro natura não nos leva longe… temos que usar o cérebro e dentro dos meios que temos deveremos dar resposta a um equilibrio entre o menor impacto na Natureza e a nossa produção. E eu penso que é esse equilibrio que é dificil de atingir, mas acredito que com a evolução empírica e científica atingiremos um excelente patamar, invejável comparativamente aos dias de hoje…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s