Teste – Varroa

Começo a escrever este artigo a 17/05 de 2019.

Objetivo – Comprovar que é possível a baixíssimo custo e sem qualquer impacto no ninho de cria ou qualidade do mel ser feito o controlo da Varroa durante o período pré-cresta, por forma a minimizar perdas de verão e troca de raínhas de forma indesejada. Um controlo nesta altura que baixe a % de varroa abaixo de 1,5% será o garante de que pela cresta de Julho a infestação estará abaixo do nível máximo desejado (3,5%), e portanto sem impacte económico ao apicultor.

Método;

Tal como havia anunciado, continuo os testes de eficássia do meu produto MPB para a Varroose.

Assim foram eleitas 6 colmeias Lusitanas no apiário teste, hoje 17/05. Todas as 6 colmeias têm raínha em postura e entre 3 e 7Q de cria.

20190517_17013020190517_17013920190517_170538

As duas primeiras colmeias foram eleitas de colmeias controlo. Assim, todos os procedimentos serão idênticos, tanto nas 4 colmeias de teste como nas 2 colmeias de controlo. Excepto no princípio ativo usado, e com a finalidade de comparar a taxa inicial e final de infestação média de cada grupo.

Ambas as colmeias de controlo serão tratadas com 1 tira de Apivar por cada 5Q povoados com abelhas, tal como indica o fabricante. GC será a designação para este grupo.

Nas 4 colmeias de teste, uma delas tem 2 realeiras de substituição ativas, pelo que a única coisa que nesta colmeia difere é a retirada do capta pólen (tal mostra a imagem acima). GT é a designação escolhida para este grupo, o qual será tratado com 1 tira da minha formulação por cada 3Q de abelhas num máximo de 3 tiras por ninho e o mínimo de 1 tira por ninho.

A taxa de infastação inicial em ambos os grupos é calculada com base na recolha de abelhas ama de todas as colmeias do grupo por forma a calcular médias;

20190517_18353420190517_184540

Assim,% infestação inicial em GC = 7,51% (133 abelhas e 10 varroas)

% infestação inicial em GT = 3,25% (215 abelhas e 7 varroas)

Nota 1 – Apenas as colmeias do grupo GT apresentava cria de zangão significativa.

Assim, a 07/06/2019 ambos os grupos voltaram a ver recolhidas abelhas, tal como usado na 1ª colheita.

A nova medição é efetuada, sabendo-se que passou 1 ciclo de cria completo (+ de 21 dias) e que portanto todas as varroas foram expostas a ambos os princípios ativos.

Desta forma obtivemos os seguintes resultados para

% de infestação final em GC = 1,33%

% de infestação final em GT = 6,3%

No campo dos resultados e apesar do nosso tratamento ter sido desenvolvido para 2 aplicações e não apenas uma como efetuado, seria de prever um significativo abaixamento do número de varroas.

Conclusões;

Neste campo a 1a conclusão é a de que o tratamento GT falhou em controlar a varroa a níveis aceitáveis.

Assim não posso deixar de mencionar ainda que no GT houve uma enorme redução na àrea de zangão, que é neste momento práticamente inexistente. Tal se deve à quebra do fluxo de pólen que foi acentuada na viragem do mês. Este factor, acredito que tenha mascarado os resultados iniciais, sendo que com o abrupto nascimento da população de zangão que estava selada na altura da 1a amostragem e não havendo nova cria do mesmo para-reinvasão, penso que a % de varroa inicial se deveria equivaler sem este fator de desequilíbrio entre grupos.

Assim, seria de extrema importância que um teste mais alargado fosse realizado, com a substituição das tiras no GT aos 10 dias e apenas em condição de tempo quente e seco, tendo sido esse o factor tido em conta primáriamente no desenho do tratamento GT. Pois com alto nível de humidade a desintegração das tiras ocorre em poucos dias, tendo tal sido testemunhado na rede do capta-pólen, em que só durante 5 dias apareceram detritos, e hoje na abertura das colmeias práticamente não havia vestígios das mesmas.

 

Sobre abelhasdoagreste

Jovem, apicultor apaixonado e que comercializa inovação apícola.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s