Turn-Over!

A azeda está a abrir, marcada por um par de dias de bom tempo e sem vento (coisa rara por estas bandas). E as abelhas gostam disto! Pena ser sempre por pouco tempo…

Eu ando na 1a colheita de pinhas da minha vida. Ainda são poucas, mas já compensa a apanha, pois cada pinha vale aproximadamente 30cent. Um pequeno pinhal já está…o 2º é já amanhã.

É por dias como o de hoje que gosto tanto do que faço. Estar em cima de uma pinheira que 10 anos atrás me cabia na palma da mão, e que espero dê pinhas durante 3 gerações. Sustantabilidade é isto, usar os terrenos mais pobres para gerar algo que beneficie a comunidade, o ambiente e que permita colher algo de valor. Se fosse hoje teria feito o plantio de forma diferente, com compasso mais largo e intercalado 5 espécies de àrvores. Mas só fazendo, acertando e errando se aprende.

Sobre abelhasdoagreste

Jovem, apicultor apaixonado e que comercializa inovação apícola.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

5 respostas a Turn-Over!

  1. Carlos Figueiras diz:

    Olá Afonso.

    Falas em 5 diferentes espécies de árvores, quais são?
    É que eu estou a pensar comprar uns terrenos, daqueles que ninguém quer, para fazer lá uns plantios.
    Claro que seria mais pela vertente ecológica, mas queria chegar à minha reforma e tirar algum rendimento deles.

    Abraço!

    • Depende da zona Carlos. Aqui no Oeste colocaria as pinheiras em compasso 7m x /7m, e entre cada duas pinheiras 1 sobreiro. em toda a bordadura de cima colocaria alternados e com compasso de 5m Castanheiros Bravos. Na margem do rio e para neutralizar a acidez da caruma, colocaria amieiros e salgueiros (pussy willow) com compasso de 2m entre eles, e formando galeria ripícola. As pinheiras seriam enxertadas para abate aos 45 anos, ficando depois o sobro já adulto e não sendo necessário portanto abate de pinheiras no compasso.

      • Carlos Figueiras diz:

        Ok Afonso,

        Na minha zona no Alentejo,é mais zona de Sobreiros e Azinheiras, não é muito adequada a Pinheiros, é ridículo ver algumas propriedades com Pinheiros Plantados já à montes de anos, completamente raquíticos e que não dão pinha nenhuma. (é o que dá o Estado dar dinheiro, só porque se tem que reflorestar a todo o custo sem olhar para as características da zona)
        Se eu conseguir comprar os terrenos (daqui a 2 ou 3 anos) a minha ideia será plantar Sobreiros e Azinheiras de 9 em 9 metros e entre eles 2 Medronheiros na Linha.
        As linhas terão a distância entre si de 4 metros e os sobreiros e as azinheiras ficarão intercalados, não coincidindo entre si, para quando crescerem não se “empatarem” uns aos outros. Isto são apenas ideias.
        Claro que isto é muito mais pela componente ecológica.

        Vejo com muita preocupação o futuro do Alentejo, de ano para ano só vejo os sobreiros a secarem, falo com os mais velhos e eles dizem que agora onde só há pedras, à 40 anos eram sobreirais fechados.
        Só vejo é vacas, atrás de vacas nas propriedades, a acalcarem a terra, a acidificarem a terra e depois os tractores ainda passam com as grades de disco junto às raizes das árvores, o que junto com as secas, não há nada que aguente.
        Não sei o que é que muitos agricultores pensam, quando vêem nas suas propriedades as árvores a secarem-se e a aparecerem só pedras, se calhar pensam que a culpa é só da falta de água e que deviam receber ainda mais subsídios para fazerem mais furos, para ainda esgotar mais as reservas.
        Enfim, podia estar aqui a tarde toda.

        Abraço!

      • Vacas nem seria o problema, se fossem conduzidas como explica o Allan Sarvory. Já a grade é o maior enimigo do Alentejo, local onde deveria ser dada muita primazia ao Corta Mato e mesmo assim apenas em ciclos de 3 anos para permitir sempre ter flora diversa em todos os estados.

  2. Orlando diz:

    Não há como a vida no campo .

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s