A respirar de novo…

Hoje finalmente entrou um dia com condições de recolha de néctar e pólen sem medos de ventos, ou nevoeiro ou frio intenso.

Muitas campeiras foram perdidas nas semanas anteriores. Muitas raínhas travaram a fundo com a falta de condições…

Mas hoje e só hoje…foi esplendoroso!

Até um dos meus Alecrins de estimação…Sorriu! 😉

Exif_JPEG_420

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Como fazer!!

Os Asiáticos podem agora ter a nossa concorrência no que a Geleia real diz respeito…usando a sua própria tecnologia. Mas como?

Assim;

E visto que na Europa a maior limitação à producção de geleia real é o custo da mão de obra, este equipamento permite que qualquer apicultor com 100 colmeias possa de forma mais rentável dedicar-se a explorar a Geleia Real.

Fica a dica…caso alguém se queira dedicar a este negócio!

A minha vertente apícola como todos sabem é outra…

P.S. – Tenho na estufa as primeiras realeiras de 2018, sem ainda ter a certeza de se as irei usar…pois as previsões para o estado do tempo não são grande coisa. No entanto fiquei muito satizfeito com 23 aceitações em 29 transferências num dia cinzento e ventoso, ao volante da carrinha e com 11ºC de temperatura e sem abelhas no ar. Copos cheios de geleia, realeiras uniformes e de boas dimensões…

Publicado em Uncategorized | 8 Comentários

Estão todos Convidados!

Todos os leitores do AbelhasdoAgreste estão assim convidados para comparecerem à sessão de esclarecimento que decorrerá aqui em Sobral de Monte Agraço e que terá o Bruno Moreira da Turma da Abelha como nosso formador sobre a Vespa Velutina.

VESPA1

Assim, aguardo-vos a todos, para que participem nesta sessão e para que no final da mesma possamos fazer um lanche de apicultores e interessados no mundo das abelhas.

A sessão será gratuita!!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Danou-se né…

Com noites de zero ou próximo, e com dias a renderem 9 – 12ºC, tal quer dizer que as abelhas voam apenas durante 2 a 4h. Que mesmo quando saem, saem em modo poupança, voam curtas distâncias para recolher algum pólen e muito pouco néctar que as plantas segregam sob estas condições.

Muitas campeiras não regressam por se enregelarem…

Os enxames não crescem e a àrea de cria diminui com a redução de postura da raínha.

Assim, mal o tempo melhore não será possível desdobrar de imediato. Há que esperar que todo um novo ciclo de cria expansivo nasça entretanto. E só depois, com uma quantidade boa de amas nascidas é hora de desdobrar.

Alimentar as abelhas com este tempo frio e ventoso com a finalidade de aumentar o nível de cria é uma estratégia altamente trabalhosa, dispendiosa e que tem algum potencial para resultar muito mal. E porquê na minha opinião?

Porque não dependemos de polinização de fruteiras que paguem bem o suficiente!! E fazer isto com o objetivo de colher mel (pouco mel/colmeia que as nossas condições oferecem) pura e simplesmente não é rentável…visto que tal estímulo obriga a fornecimento de hidrato de carbono mas acompanhado pelo dispendioso substituto de pólen. E que se após o frio vier a chuva…além de más condições para fecundação de raínhas, teremos enxames com muita cria que requerem quantidade crescente de alimento.

Portanto, são demasiados fatores de risco…

Prefiro ser conservador neste ponto! Enxames fortes sim,…enxames cheios de cria sem perspetiva de bom tempo já a seguir (não obrigado)!

Danou-se pois a perspectiva de desdobrar bastante já cedo (apesar do mar de azedas que este ano são imensas).

Não quero raínhas fecundadas pelo Homem das Neves!, quero raínhas fecundadas por uma boa quantidade de zangãos…portanto há que aguentar!!

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Quando será Lisboa!

Em África do Sul (realidade que conheço bem) e mais concretamente na Cidade de Cape Town (realidade que conheço ainda melhor), está a desenrolar-se a primeira tragédia épica por falta de água.

Ser Apicultor, Homem do Campo, Caçador, faz de mim um Ambientalista. E como tal não posso deixar passar o que está ali a ocorrer. Pois foi neste local que estive com as abelhas mais a Sul. E lembro-me como se fosse hoje, de subir a uma àrvore para ver o enxame alojado no Ôco do tronco…e de ver como uma Gansa do Egito havia feito o seu ninho sob a protecção do enxame (gansa esta que quase me mandou da àrvore abaixo com o seu silvo que emita uma o silvo de uma serpente).

Assim, vejam as notícias das últimas 24h apenas,

Crise no Turismo devido à Seca

Já nem se puxa o autoclismo!

https://www.theguardian.com/cities/2018/feb/03/day-zero-cape-town-turns-off-taps

Espero que seja suficiente para entenderem a magnitude do que se passa numa cidade que é ligeiramente maior que Lisboa!, que tal como Lisboa e Porto…vive do turismo, está perto do Mar.

E se uma seca assim nos atinge?

Não é se…é quando!!

Lá virão os políticos reagir como fizeram com os inçêndios deste ano…à pressa, com medo de perderem votos e enquanto nós sofreremos…pois eles terão àgua quando nós já não tivermos.

É por isto que gostava de até 2020/2021 ter o Agreste independente energéticamente, e ser proativo. Pois ficaria muito envergonhado se a minha filha agora com 3 anos, dentro de 20 anos me perguntasse; O pai sabia. Porque não fez nada?

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Entrar Fevereiro com o credo na boca!

A previsão é de quase total ausência de chuva para o mês que se apressa a entrar.

E hoje pela primeira vez, em 2018, ia eu de carro, quando ao redor de um enorme pé de sanguinho centenas das minhas abelhas recolhiam o seu rico pólen…3 semanas mais cedo do que seria suposto. Quando ainda os salgueiros acordam, as azedas estão a pleno…e já cá está o meu indicador vegetal que a altura de desdobrar e criar raínhas chegou.

Mas…não é algo desejável isto acontecer antes do dia de São Valentim. Temo já de início pela campanha do mel…

2018 está a vestir-se como uma amplificação de 2017…

Tomara já estar enganado!!…mas: No ano passado tudo veio cedo e mesmo assim o salgueiro abriu em Alcochete pela 2a semana de Fevereiro…este ano já está aberto.

Em 2016, ano bom de mel aqui na zona…eis que passei fevereiro a rogar misérias ao tempo frio e flora atrasada, março foi igual…até que tudo mudou!

Como são já 13 os anos que levo desta atividade e a minha experiência e anotações me levam neste sentido! De que será um ano mágico para raínhas e enxames…fabuloso de pólen e miserável de mel. Como quero estar enganado neste último ponto!!

"Wake up, Little Hawk. You've been dancing in your sleep again!"

Publicado em Uncategorized | 31 Comentários

Queres ser Apicultor?

Se queres, antes de te fazer ao caminho…pratica um pouco, quer com frio, com chuva…mas sobretudo ao calor!

Só depois, e se achares que é para ti, será hora de;

1 – Te registares como apicultor

2 – Integrares uma comunidade apícola, seja através de um curso, seja através de idas a feiras e colóquios. Reunires informação, entenderes bem o que será necessário.

3 – Agora sim, estás pronto para teres a responsabilidade de tomar conta das tuas abelhas. E como tal, o primeiro passo é encontrares local para elas. Deve ser solarengo, abrigado do vento e (muito importante) a cerca de 1Km ou mais de outros apiários.

4 – Hora de arranjares as tuas primeiras abelhas, e o número inicial que é ideal é uma meia dúzia de enxames.

E…Boa Apicultura!!,    afinal está à porta aquele período de 4 meses em que todos os “Donos de Abelhas” se acham apicultores!

P.S. – Não conheço nenhum tipo de animal que produza se estiver fraco, doente, cheio de parasitas. Portanto lembra-te disto!!

Publicado em Uncategorized | 5 Comentários

Vrrumm Vrrumm!!

Vrumm…acelera a campanha,

Olho para as previsões do estado do tempo e a previsão para Domingo chora por realeiras.

Assim, farei o que pede o coração…e Domingo logo pela manhã vou buscar 2as reprodutoras que passaram em núcleo o tempo frio. Vou metê-las ao lado das criadeiras, preparar tudo…e um par de horas mais tarde!?…é isso, o 1º translarve do campeonato.

Enquanto espero no intervalo das operações, aproveitarei para tirar do armazém mais 3 dezenas de Capta Pólen para os deixar já pendurados na frente das colmeias. Assim elas podem ir treinando a saír e entrar pelo local certo. Mal as previsões apontem para uma semanada de sol e pouco vento…P-Ó-L-E-N

Assim, entre 3a e 4a começo a enxamear a coisa!! para garantir que quando elas nascerem eu lhes eliminei toda a concorrência.

Pow!!—- assim se espera que saiam jóias de recolha de pólen. A vovó era! A mamã é (com 4x a média das restantes) ! e as manas mais velhas aparentam ser!…bons sinais portanto, fruto de muito trabalho.

Mas que grande esperança acomulo para esta campanha!!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Pituchinho…mas já entra!

Estes últimos 2 dias foram já o cheirinho da campanha a acelerar. Com 26h acomuladas entre ambos, com o despertador a tocar a meio da noite.

Não há fotos pois o telefone está de folga por avaria…mas as colmeias de MPB já estão a Sul no Salgueiro e outras no alecrim do cimo da Serra.

Enquanto vejo por todo o lado o pessoal a dar pastas proteicas às abelhas numa altura em que tanto as temperaturas como as flores permitem colheita, decidi fazer o contrário e começar a amealhar…e portanto a primeira recolha de pólen está feita e mal passe estes 4 dias mais frescos, é para continuar e aumentar o ritmo. É apenas ainda um pituchinho…mas um passo mais próximo da tonelada, que passinho a passinho espero ver chegar. Para meu espanto é pólen doce e muito húmido, com um cheiro intenso e um travo na boca que fica após terminarmos de o comer. Interessante!!, e veremos se mantém o sabor depois de seco ou se ganha novos tons.

Há já uma boa machita de colmeias a pedir desdobramento. Há algumas Ibéricas da Serra D’Aire que mereceram marca e poderão ser reprodutoras confirmadas dentro de dias. Nomeadamente 2as que passaram uma enorme agrura de um grupo de 27 esquecidas num cabeço frio, sombrio e ventoso. Que caso algum cliente queira verdadeira linhagem sobrevivente eu farei filhotas por encomenda.

Mas o primeiro translave do ano virá ao que espero de uma das vedetas do outono…Chegou essa hora!!

Terminou a fase decrescente, e daqui em diante os números voltam a Sorrir!

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

O Monumento…

Os Agricultores são capazes de muitas vezes erguer monumentos…e ontem por mero acaso cruzei-me com este “poço de história”.

É impossível passar por um ser assim, que vive há pelo menos mais 1000 anos do que eu…e pensar em todas as histórias que tem para nos contar. Isto é História de Portugal, é um património da Humanidade…é sem dúvida uma das Oliveiras mais velhas do Mundo!

27140791_2078326272182425_1157288124_o

Ontem este ser mágico colecionou mais uma história ao seu rico historial certamente Milenar. Não podia vir para casa sem uma foto com tão imponente monumento…

Só é pena que um monumento assim esteja vetado ao abandono, sem a dignidade, a informação ou o reconhecimento que devia. Este monumento não está nos mapas por ignorância ou descuido Humano…este monumento vive em Ribeira Ruiva, às portas de Torres Novas.

Merece a nossa visita, e merece ser por parte de Câmara Municipal uma identificação e manutenção bem diferentes…

Publicado em Uncategorized | 5 Comentários